Sete erros capitais da seleção brasileira na Copa - SPFC.Net

Sete erros capitais da seleção brasileira na Copa

0 0 0 0
Sete erros fatais da seleção brasileira na queda na Copa do Mundo
Planejamento desenvolvido pela comissão técnica mostrou falhas dentro e fora de campo
O Estado de S.Paulo

07 Julho 2018 | 05h00

Apesar de bons momentos na Copa do Mundo da Rússia e de não ter passado vexame na eliminação diante da Bélgica nas quartas de final, o planejamento desenvolvido pela comissão técnica mostrou falhas dentro e fora de campo. Veja sete motivos para a seleção brasileira não ter conquistado o hexacampeonato:


1. Superproteção a Neymar.
A defesa veemente de Neymar em todas as situações – individualismo e choro dentro de campo, e privilégios como sair para jantar com a namorada e hospedar o pai no mesmo hotel da seleção – foi considerada por dirigentes da CBF um erro fatal. O craque nunca foi decisivo como se esperava.

2. Muita liberdade.
Alguns jogadores trouxeram, além de parentes, amigos que fizeram muita bagunça. O fato de terem ficado próximos registrou aspectos negativos, como o treinamento fechado filmado por um colega de Gabriel Jesus. O atacante deixou a desejar contra a Bélgica. Não marcou um golzinho.

3. Concentração longe.
Apesar de a infraestrutura de Sochi ter sido considerada uma das melhores, pela qualidade dos campos de treino e dependências, o fato de o Brasil não ter jogado um jogo sequer na cidade mostrou que a escolha não foi a mais correta.

4. Intensidade dos treinos.
A opção por treinos fortes, intensos, com os atletas se entregando como se estivessem disputando um jogo, foi demais. Vários jogadores se machucaram ou sentiram contusões.

5. Falta de controle.
Por mais que Tite e seus pares de comissão técnica tenham negado, foi visível que a seleção demonstrou falta de controle emocional durante a Copa do Mundo.

6. Ausência de um líder.
O rodízio de capitães mostrou que a seleção não tem um líder claro, que possa tomar as rédeas dentro do grupo e mesmo xternamente, em momentos mais complicados. A desculpa de Tite de que o grupo tem vários tipos de liderança foi entendida como falha no trabalho de formar um verdadeiro líder.

7. Insistência com atletas.
Tite manteve no time o volante Paulinho, desgastado por não ter tido férias, e Jesus, que não fez gol na Copa. Firmino, apesar de render bem, não foi efetivado. Willian também não se saiu bem, exceto contra o México. Todos foram mal.

Particularmente, entendo que houve outros erros, inclusive táticos na montagem da equipe pelo ''encantador de serpentes''. - A Bélgica se preparou para vencer o Brasil, ma independentemente do adversário.
- Tite tentou reproduzir na seleção um meio de jogar que funciona só em clubes. Gabriel Jesus tentou ser Romero, mas joga como finalizador no City. Lutou tanto para recuperar bolas que não tinha pernas ou fôlego para finalizar os ataques.
- Não se levam 23 jogadores se a ideia é usar 15 ou 16 no máximo. Geromel, Fred, Taison foram passear? Faltou um exímio cabeceador, bom no jogo aéreo, para eventual necessidade do ''abafa'' ou ''bumba-meu-boi'', quando a eliminação parece iminente.
Avalie: 102 13

Comentários (54)

07/07/2018 11:52:03 bruno03

Eu quero q essa selixão q não representa ninguém vá pra o raio q o parta, torci muito pra Bélgica ontem e hj tô felizão.
Minha seleção é o nosso tricolor.
Que saudades do Brasileirão.
Que todos esses mercenários se danem

07/07/2018 11:46:02 Unico_Hexa

O Tite é uma figura. Estão pegando leve com ele pq a maioria da mídia gambá o queria.
Não vi um jogo sequer das eliminatórias e dos 3 jogos que vi do Brasil nessa copa, foram td porcaria.

Não entendo o oba oba. Só pode ser pelas folgas.

Respostas - 1

07/07/2018 12:44:13 Zeo

Tite esteve nervoso (tenso) à beira do campo desde a estreia. Graças ao Coutinho (gol contra a Costa Rica) escapamos de cair ainda na primeira fase. Como venceu, o time jogou mais tranquilo contra a Sérvia, podendo até empatar. E se precisasse da vitória a qualquer custo, teria tranquilidade? Desconfio que não.

07/07/2018 11:44:45 Efeso

Paras as coisas mudarem tenque trazer técnico de fora,tenque ser humilde e reconhecer que foi-se o tempo,dos pardais brasileiro,é hora de agir não com a emoção mas com a razão

07/07/2018 11:22:28 fernandodellavega

Hj em dia pra ganhar uma copa,tem que haver um bom conjunto.
Individualismo não ganha mais copa
As selecões dos tres melhores do mundo,ja sairam da copa por achar que os mesmos sozinhos iriam decidir

07/07/2018 11:05:49 joão

acho que pesou a AUSENCIABILIDADE de um líder em campo. E durante os trabalhos de TREINABILIDADE tb o excesso de "parças" atrapalhou tb..

Respostas - 1

07/07/2018 11:14:15 fernandodellavega

Essa foi boa
Esse adenor pardal (vulgo tite) se acha filosofo.

07/07/2018 10:57:53 Nene07maestro

Se alguém espirrar perto do neymar aparece 50 caras pra respirar e não deixar ele gripado, ah vai a merda, o cara já tem 26 anos, um filho e tratam como criança, não sabe resolver nada e não se posiciona pra nada, imaturo dentro e fora de campo, nunca vai conseguir ser líder e levar uma seleção a título de copa, até o Ronaldo sem joelho conseguiu.

Respostas - 1

07/07/2018 14:28:26 betinho380

E aquele fdp do Galvão toda hora menino ney

07/07/2018 10:47:29 julinho10

Poderia levar um 9 Ricardo Oliveira ou Willian José.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.

Últimas Notícias

23/9/2018
22/9/2018