Dúvidas para o San-São, D. Souza e R. Caio não aparecem no campo

Dúvidas para o San-São, D. Souza e R. Caio não aparecem no campo

0 0 0 0
(Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

O São Paulo chegou de Salvador e já iniciou o trabalho de olho no clássico contra o Santos, marcado para o próximo domino, no Morumbi. Os titulares que participaram do empate com o Bahia ficaram apenas na área interna do CT da Barra Funda para uma atividade regenerativa.



No campo, jogadores como Petros e Liziero comandaram um treino puxado debaixo de sol forte ao lado daqueles que não foram utilizados por Diego Aguirre na quinta rodada do Campeonato Brasileiro, também com a companhia de Valdívia e Shaylon, dupla que atuou apenas no segundo tempo no último domingo.

Havia a expectativa pela presença de Diego Souza e Rodrigo Caio no gramado, mas ambos ficaram apenas no Reffis. O camisa 9 trata um edema na coxa esquerda, enquanto o zagueiro faz reforço muscular depois de sofrer uma torção no pé esquerdo.

Como não têm lesão, a tendência que é que os dois atletas estejam entre os relacionados para enfrentar o Peixe. Mesmo assim, o clube prefere agir com cautela e aguardar a resposta para isso durante a semana livre, nos treinamentos.

Diego Souza sentiu o incômodo no segundo tempo do duelo com o Rosario Central, pouco depois de marcar o gol da classificação do São Paulo na Copa Sul-Americana. Já Rodrigo Caio se machucou em Fortaleza, durante o empate sem gols com o Ceará, há cinco jogos.




Mais problemas

Outra preocupação do departamento médico é com Éder Militão. O zagueiro/lateral deixou o a partida na Fonte Nova mancando bastante por causa de dores na coxa esquerda. Na manhã dessa segunda, o jogador fez exame de imagem. À tarde, o clube promete informar o diagnóstico.

Não bastasse isso, Anderson Martins também gera preocupação no Reffis. Com um trauma na coxa esquerda, o zagueiro é dúvida para enfrentar o Peixe, assim como Morato, que novamente sequer deve ficar à disposição devido a um entrose no tornozelo esquerdo.

Com o que sobrou do elenco, André Aguirre observou um treino focado em trabalho de bola em espaço reduzido sob gritos de seu auxiliar, e também reservou parte do tempo para atividades físicas de explosão muscular, com piques curtos dos atletas, às vezes com o apoio de extensores.

E o Carneiro?

Gonzalo Carneiro, que chegou no início de abril, em dado momento do treino foi chamado para um trabalho à parte, junto ao preparador físico, e terminou mais cedo que os demais o seu dia no gramado. Segue a expectativa pela estreia do atacante uruguaio, que chegou ao clube em fim de tratamento de uma lesão no púbis.

Nessa terça-feira o elenco do São Paulo ganha um dia de folga e, na quarta, volta ao trabalho totalmente focado na preparação para enfrentar o Santos, no Morumbi e, quem sabe, acabar com a série de quatro empates seguidos no Brasileirão.

Avalie esta notícia: 8 2

Comentários (2)

14/05/2018 15:27:39 Jaugusto

Esses setores médico e de preparação física do SPFC precisam ser reavaliados.
Acho que ambos são grandes responsáveis pela performance insatisfatória do time nos jogos.

14/05/2018 13:54:15 SPFC_05

Dois reforços

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.