Aguirre tem sua pior fase no São Paulo; melhora precisa ser imediata

Aguirre tem sua pior fase no São Paulo; melhora precisa ser imediata

Nas últimas quatro rodadas, Tricolor não venceu nem um jogo sequer e viu a possibilidade de conquistar o título do Campeonato Brasileiro ficar mais difícil; próximo jogo é essencial

0 0 0 0
Técnico do São Paulo chegou ao clube em abril deste ano (Foto: Luis Moura/WPP)

O técnico Diego Aguirre vive seu pior momento no comando do São Paulo. Depois de perder para o Palmeiras na noite do último sábado, o comandante viu o rival abrir quatro pontos na briga pelo título do Campeonato Brasileiro e, ainda por cima, chegou ao seu quarto jogo seguido sem vitória na temporada. Com isto, o uruguaio igualou sua maior sequência negativa desde que chegou ao clube do Morumbi, em abril deste ano. Agora, resta ao Tricolor correr atrás de seus adversários para recuperar os pontos perdidos.



Logo no início de seu trabalho, dos dias 19 de abril a 4 de maio, Aguirre ficou quatro jogos sem comemorar nem uma vitória sequer. Naquela ocasião, foram quatro empates: Atlético-PR (2 a 2, pela Copa do Brasil), Ceará (0 a 0), Fluminense (1 a 1) e Atlético-MG (2 a 2). Estes três últimos pelo Brasileirão. Naquela ocasião, porém, o time ainda estava em estágio de formação e, embora os resultados, não tenham sido os melhores para o Tricolor, a postura combativa da equipe foi elogiada nos bastidores do Morumbi.

Agora, no entanto, a situação é diferente. Depois de ganhar o Osmar Santos, prêmio oferecido pelo L! ao campeão do primeiro turno do Campeonato Brasileiro, o São Paulo caiu de rendimento. Nos últimos quatro jogos, os tricolores somaram três empates: Santos (0 a 0), América-MG (1 a 1) e Botafogo (2 a 2). Além destes resultados, o time foi derrotado, em casa e apoiado por quase 60 mil torcedores, para o Palmeiras, por 2 a 0. Em aproveitamento, representa o pior momento de Aguirre no clube, com 25% dos pontos ganhos.



A situação se torna mais preocupante quando contextualizada. Atualmente, o Tricolor tem apenas mais dez jogos em 2018 para tentar resgatar sua credibilidade perante os torcedores e, principalmente, demonstrar força na briga pelo título do Brasileirão - taça que o Tricolor não conquista desde 2008. O próximo jogo, no domingo, contra o Internacional, vale muito para o São Paulo. Afinal, os colorados somam 53 pontos e são os vice-líderes, enquanto os paulistas têm 52 e ocupam o quarto lugar.
Avalie esta notícia: 3 1

Comentários (9)

09/10/2018 11:58:20 lucianoengcomp

Chega de improvisações

09/10/2018 08:33:57 Fabio Francisco

Vcs vivem pedindo jogadores da base quem não lembra a cagada do brener que num jogo importante acabou sendo expulso por infantilidade

09/10/2018 08:32:34 Fabio Francisco

A verdade é uma só Reinaldo,diego souza , nenê , Hudson depois que comecaram a reclamar d + da arbitragem não jogaram mais futebol e no grito ninguém ganha jogo treinam a semana toda e na hora do jogo não chutam a gol é uma vergonha

09/10/2018 08:18:35 Jose Eduardo Sallum

Converse com auxiliares, voce encostou a base porque ?

09/10/2018 08:11:51 HEBERT LUIZ

E só colocar o mesmo time de antes claro menos o Sidao e feijão com arroz e lateral na lateral e ponta na ponta e meia na meia ja era so muda esse goleiro alias # Sidao ele não

09/10/2018 08:04:42 Jailton Alves

O São Paulo nunca mais será o mesmo, perdemos aquela qualidade que tínhamos no Conselho do clube e a partir disso quem entra para administear o clube não tem competência para alavancar o clube e trazê-lo de volta à elite da Séria A.

09/10/2018 08:00:40 Jailton Alves

Infelismente o São Paulo do Leco e do Raí é essa mesmice, entra ano e sai ano e nós não ganhamos nada, so nos livramos mais cedo do rebaixamento.

09/10/2018 07:57:58 Jailton Alves

É ilusão achar que o São Paulo vai a algum lugar, puro engano,porque jogando como está e com o Nenê na sua pior fase no clube bós si escapamos do rebaixamento, essa é a realidade do São Paulo com o Aguirre.

09/10/2018 07:39:56 Benedicto marcos f Ff

Duvido que o técnico Aguirre recoloque o tricolor na liderança do brasileiro, ou mesmo mantenha a posição atual que leva o clube à fase de grupos da libertadores.Falta-lhe capacidade, além de elenco capacitado para a disputa.Só há uma solução para que k tricolor volte às suas glórias do passado:expurgar, sem demora, Leco (vulgo) e seus asseclas da direção do clube, inclusive Raí, Lugano e Ricardo Rocha.Estas não são críticas, são fatos incontestáveis.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.