publicidade

De novo estilo, São Paulo tenta vencer o Bahia pela primeira vez em 2019

0 0 0
O bordão está batido, mas é fato que o duelo entre São Paulo e Bahia, nesta quarta-feira, é de seis pontos. Apenas dois pontos separam os rivais na tabela e ambos brigam por uma vaga no G6 do Brasileirão, que garante o passaporte para a Copa Libertadores do ano que vem. Se contarmos os confrontos entre os dois neste ano, no entanto, a vantagem é dos baianos. Assim, para quebrar esse jejum, os paulistas estarão com um novo estilo de jogo em Salvador.



Não é novidade para ninguém que o ano do Tricolor tem sido de altos e baixos, mais baixos do que altos, para falar a verdade, mas um adversário específico causou dores de cabeça ao clube nesta temporada: justamente o Bahia. Foram três partidas entre as equipes em um intervalo de dez dias e os são-paulinos saíram dessa série sem marcar gols e sem vencer.

Naquela época, em meados de maio, o time ainda era dirigido por Cuca e vinha de uma boa sequência no Brasileirão, até pegar o Bahia, no Morumbi, e empatar em 0 a 0, em duelo que ficou marcado pela lesão de Liziero, que ficou afastado dos gramados por quase três meses. Perda importante para o esquema de Cuca, que ainda viria a encontrar os baianos mais duas vezes.

Três dias depois do empate, ambos voltaram a se enfrentar no Morumbi, dessa vez pelas oitavas de final da Copa do Brasil e o desempenho foi ainda mais decepcionante. Sem ideias para quebrar o esquema montado por Roger Machado, o time não conseguiu marcar um gol e ainda acabou sendo vazado, ou seja, derrota por 1 a 0 e desvantagem para o jogo da volta, em Salvador.

Na semana seguinte, já somando uma derrota para o Corinthians em clássico pelo Brasileirão, o São Paulo foi até a Fonte Nova para reverter a situação, mas uma nova atuação ruim facilitou ainda mais a vida dos baianos, que aproveitaram para marcar um gol e sacramentar a eliminação são-paulina na competição, e a má fase do clube naquele momento da temporada.

LEIA TAMBÉM: Juanfran comenta como foi sua negociação e os "sacrifícios" para fechar com o São Paulo; confira

Desde o empate em 0 a 0 com o Bahia pelo Brasileiro, em maio, o Tricolor paulista só foi vencer em julho, contra a Chapecoense, sequência de sete partidas sem comemorar um triunfo. Vale destacar que neste período também houve a pausa das partidas oficiais por conta da disputa da Copa América.

Agora, com Fernando Diniz, no comando, com um novo estilo de jogar, a ideia é que a história seja outra, mesmo com desfalques importantes como Daniel Alves e Antony. Por ser uma partida decisiva, contra um rival direto, o novo treinador deve imprimir sua filosofia desde o início do jogo, para sair da Fonte Nova com os três pontos e abrir cinco do adversário na tabela.

A fim de quebrar esse pequeno tabu, o São Paulo tem encontro com o Bahia nesta quarta-feira, às 21h, na Arena Fonte Nova. O jogo é válido pela 24ª rodada do Brasileirão-2019. Neste momento, os são-paulinos ocupam a quinta posição na tabela, com 39 pontos, 13 atrás do líder Flamengo.



São Paulo, Fernando Diniz, Estilo, Tricolor
VEJA: MAC, Casares e mais dois: Conheça todos os possíveis candidatos a presidência do São Paulo


MAC é pré candidato a presidente! Conmebol divulga data de retorno da Libertadores e grandes testarão jogadores!


E MAIS: Leco infringiu Lei e só não foi afastado por ausência de Ministério do Esporte


Leco pode ser afastado de cargo de presidente do São Paulo por Lei e acúmulo de dívidas


Avalie esta notícia: 6 0

Comentários (2)

09/10/2019 17:41:59 Josimar Nunes Da Silva J Son

Hoje da tricolor

Pelo menos jeitoto novo de jogar pressão APÓS , a perda de ????

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.