Primeiro jogo no Morumbi faz esforço de Eduardo Costa valer a pena
publicidade

Primeiro jogo no Morumbi faz esforço de Eduardo Costa "valer a pena"

Atleta permaneceu muito tempo se tratando de uma tendinite no joelho e trabalha dobrado para estar sempre em seu nível máximo

0 0 0
O volante Eduardo Costa completou sua quarta partida realizada com a camisa do São Paulo desde que chegou ao clube, no início deste ano. O jogo marcou o segundo embate completo do atleta com o São Paulo, já que havia permanecido em campo durante os 90 minutos apenas na disputa com o São Caetano, válida pelo Paulistão. Mesmo sozinho como volante, o camisa 8 acredita que deu conta do recado.

"Acho que minha participação foi legal, o Zé Luis e o Richarlyson, apesar de não serem zagueiros de ofício, seguraram bem os atacantes e tiveram uma atuação que facilitou o meu trabalho. Apesar de ter ficado sozinho como volante, deu certo. Esse jogo mostrou pra mim mesmo que todo o esforço que eu fiz pra jogar valeu a pena", comemorou.

E a primeira vez que Eduardo Costa atuou no Morumbi como jogador do São Paulo - jogou contra o Paulista e São Caetano, pelo Paulista, e contra o Independiente Medellín, pela Libertadores, todos fora de casa. O camisa 8 vem recuperando seu espaço, já que ficou fora dos campos no início do ano devido à uma tendinite. Ele, inclusive, treina dobrado para estar sempre disponível ao treinador Muricy Ramalho em seu nível mais alto.

"Eu me senti muito bem nesse jogo. Acredito que possa melhorar sim, principalmente na parte física, mas isso eu só posso alcançar com uma sequência. O importante foi que pude colaborar com a equipe e que nós conseguimos chegar ao empate nesse jogo tão complicado", disse.

Com a atual falta de zagueiros que vive, já que quatro jogadores dessa posição estão no departamento médico, Eduardo pode ser uma opção para compor a linha de zaga da equipe. O jogador conta que nunca jogou como zagueiro nato, mas se coloca à disposição de Muricy para o que for preciso.

"Eu nunca joguei como zagueiro, só em ocasiões extremas, como expulsão de algum companheiro. Mas se precisar estou aqui pra ajudar a equipe, não tenho esse tipo de frescura de não jogar em uma posição, sei que o momento é difícil e que todos temos que fazer de tudo pelo bem do São Paulo", finalizou.
VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Farelos Jurídicos preparou para você

LEIA TAMBÉM: Fora dos planos do técnico Cuca, lateral pode deixar São Paulo após propostas

LEIA TAMBÉM: Hudson pede para não ser fixado na lateral e Cuca ainda quer reforço

E MAIS: São Paulo aplica maior goleada desde a era Rogério Ceni; relembre

Clique aqui e confira séries, comentários, filmes e tudo sobre futebol! Teste agora!






Avalie esta notícia: 8 4

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.