Tricolor ainda sofre com baixas importantes
publicidade

Tricolor ainda sofre com baixas importantes

Clássicos e decisão pela frente, mas Muricy ainda com dúvidas

0 0 0
A semana de treinos começa nesta terça-feira para o São Paulo e o técnico Muricy Ramalho já recebe a primeira má notícia: o zagueiro Renato Silva está fora do clássico contra o Palmeiras. O zagueiro está fora dos treinos desde quarta-feira passada, quando começou a sentir dores na região posterior da coxa direita.

Como o problema tem sido mais grave do que o departamento médico esperava, a ideia é poupá-lo para, quem sabe, usá-lo no jogo contra o Cruzeiro, no Mineirão, pelas quartas-de-final da Libertadores, no dia 27 de maio. A última partida do camisa 14 foi a derrota por 1 a 0 para o Fluminense, no Rio de Janeiro, quando ele atuou pelo lado direito da zaga, fazendo a função quase de um lateral.

"O Renato Silva está fora do clássico. O André Dias existe uma pequena chance que jogue, já que ele está para ser liberado pelo departamento médico. O Jean também pode jogar, mas talvez fique fora também, caso a comissão técnica resolva preservá-lo para o jogo contra o Cruzeiro", explicou o superintendente e médico Marco Aurélio Cunha, que passou a segunda-feira toda no Reffis (centro de recuperação).

Sem Renato Silva e, quem sabe, André Dias, a expectativa é a de que Aislan se recupere de uma lombalgia, para que Muricy Ramalho possa ter, no mínimo, dois jogadores da posição disponíveis. O único no último fim de semana foi Miranda, que fez dupla de zaga com o improvisado Richarlyson.

A outra opção do setor era Rodrigo, que teve uma embolia pulmonar há quase 20 dias e segue procurando o motivo do problema. Ainda não há prazo para o retorno do camisa 4 aos gramados, mas o período estipulado pelo departamento médico é de três a seis meses. Como tem contrato só até o dia 15 de julho, data da final da Libertadores, a tendência é que ele não jogue mais pelo Tricolor. Depois do período citado, o defensor terá de voltar para o Dínamo (UCR).

A última possibilidade para salvar o setor poderia ser o jovem Fabiano. Mas o jogador, depois de ficar duas semanas no CT, não agradou ao técnico Muricy Ramalho e já retornou para Cotia, para trabalhar com as categorias de base do Tricolor. O comandante deve promover novos garotos em breve, para tentar solucionar, temporariamente, o problema.

Os dirigentes também procuram reforços para a posição. O primeiro nome da lista é Fabiano Eller, do Santos, campeão da Libertadores pelo Internacional em 2006. O Tricolor ofereceu para o Peixe uma troca, envolvendo o lateral-direito Wagner Diniz. A diretoria do Santos, em princípio, recuou, mas o negócio pode sair nos próximos dias, já que Marcelo Teixeira quer reduzir a atual folha de pagamento do clube e Eller, hoje, possui um dos maiores salários mensais.
VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Farelos Jurídicos preparou para você

LEIA TAMBÉM: Fora dos planos do técnico Cuca, lateral pode deixar São Paulo após propostas

LEIA TAMBÉM: Hudson pede para não ser fixado na lateral e Cuca ainda quer reforço

E MAIS: São Paulo aplica maior goleada desde a era Rogério Ceni; relembre

Clique aqui e confira séries, comentários, filmes e tudo sobre futebol! Teste agora!






Avalie esta notícia: 7 6

Comentários (1)

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui.